O Site Comercial da nossa cidade!

Notícias da Cidade

Tarde Festiva do Coral Ecumênico foi sucesso

 

No último domingo (22), o Coral Ecumênico comemorou 31 anos de atividades e homenageou os oito coralistas com 10 anos de coral: Cecília Millnitz, Eleonora Krobot, Hanelore Herrmann, Maria Izabel Cardoso, Isa Boddenber Fietz, Siegfried Otto Max Krüger, Rubens Junior Heinrich e Wanderli Sievert (maestro).

 

A programação começou com culto de Ação de Graças, homenagens, seguida de almoço com familiares no Eventhaus. No encerramento do culto, um vídeo com depoimentos dos coralistas e mensagens foi exibido, valorizando a participação no coral por todos estes anos.

 

A comissão organizadora da homenagem deixa como mensagem aos coralistas: “Deus é tão perfeito, que deu ao homem o dom da música. Por meio dela, muitas vezes, conseguimos nos expressar de forma que somente falando não seria possível.

 

Tudo fica melhor com uma boa música. A música consegue mexer com as emoções do ser humano, sendo uma forma de oração e de diálogo com o Senhor.

 

Quando nascemos, Deus um dom nos dá, vocês e os demais integrantes do coral têm algo em comum, porque assim como diz a letra da música de Chitãozinho e Xororó, vocês, “nasceram só para cantar. Disse o poeta, o artista vai onde o povo está. Por isso cantamos a qualquer hora em qualquer lugar”.

 

Coralistas, Parabéns pelos 10 anos no Coral Ecumênico, agradecemos pelos momentos marcantes, em que vocês estiveram presentes e participando do Coral Ecumênico. Uma década de convívio, nos permite conhecer qualidades e defeitos uns dos outros, mas também nos ensina a sermos flexíveis, aceitando as particularidades “menos fáceis” da personalidade um do outro.

 

Vivemos juntos vários momentos e emoções, mas todos estes encontros que vivenciamos no Coral Ecumênico foram e sempre serão marcantes em nossa vida.

 

Vocês têm o dom do canto e da música, que alegram a alma e alimentam o espírito. Vocês nasceram para cantar e têm amor no coração!  Segundo Santo Agostinho, “Cantar é próprio de quem ama”. Parabéns por este dom maravilhoso!

 

Os oito homenageados foram presenteados com uma orquídea e uma foto com porta retrato.

 

Outra atividade de comemoração do coral foi a Tarde Festiva, com bingo beneficente, que aconteceu no dia 15 de setembro e foi sucesso. Os recursos serão utilizados para pagamento do regente e demais despesas do coral.

 

O Coral foi fundado oficialmente no dia 28 de agosto de 1988, como Acec (Associação do Coral Ecumênico de Corupá). Atualmente o coral é coordenado pelo regente Wanderli Siewerdt. Possui aproximadamente 36 coralistas, divididos em quatro naipes (tipos de voz): soprano, contralto, tenor e baixo. 

 

A maioria dos coralistas não tem formação musical. "Cantam de ouvido”, mas todos são pessoas comprometidas, qualificadas, com espírito de união e que, por esforços próprios, conseguem mantê-lo.

 

O coral está aberto a novos cantores. Os interessados devem fazer um teste para identificação do naipe de sua voz (soprano, contralto, tenor e baixo). Os ensaios acontecem na Paróquia Evangélica Luterana, todas às quintas-feiras, das 19h30min às 21h.

 

O Coral Ecumênico está à disposição para apresentar-se nos eventos em que for solicitado. Apresenta-se em cultos, missas, encontros de corais, casamentos, bodas de prata e ouro, autos de natal e outros.

 

História

O Coral Ecumênico foi fundado oficialmente no dia 28 de agosto de 1988, como Acec (Associação do Coral Ecumênico de Corupá). As atividades informais  começaram  em 1980, com a união dos corais católico e evangélico luterano do município, tendo como objetivo manter a cultura do município.

 

Há alguns anos existiam em Corupá dois corais: Coral Santa Cecília, da Igreja Católica e Coral Evangélico da Paróquia Evangélica, formado somente por mulheres e em três vozes. Com o tempo, alguns integrantes saíram do Coral Santa Cecília e começaram a participar do Coral Evangélico. Assim, ambos decidiram unir-se e fundaram o Coral Ecumênico, no dia 28 de agosto de 1988. O grupo começou com aproximadamente 15 integrantes. A união proporcionou mais integração entre os coralistas.

 

O primeiro regente foi o padre Ilmo Dick, do Seminário Sagrado Coração de Jesus. Quando o padre foi embora do município, a regência passou para a coralista Helga Seidel. Alguns anos depois assumiu Ilse Pfutzenreuter.

 

Desde 2009, o coral é regido por Wanderli Siewerdt. Até 2017, o regente era pago pela administração municipal. A partir de 2018, os coralistas pagam o regente, com recursos de contribuições e promoções.

 

Possui aproximadamente 30 coralistas, divididos em quatro naipes (tipos de voz): soprano, contralto, tenor e baixo.

 

Mais informações: 9-9125-3188 (Lara), Junior (99156-6227) ou regente Wanderli  9-9992-6667

 

 

fonte: Prefeitura de Corupá


Comente








Notícias da Cidade